Thursday, September 06, 2007

Bioenergias

Bioenergias

O que são as Bioenergias?
Bioenergias, como o próprio nome indica, são todas as formas de
energias da vida. Energia de plantas, animais e todos os seres vivos.
Os seres humanos, além das bioenergias vitais, produzem pensamentos e
emoções que qualificam a bioenergia comum transformando-a em ENERGIA
CONSCIENCIAL. Nós produzimos informações bioenergéticas quando
pensamos e sentimos.

Ela está presente em todos os lugares do Universo?
Sim. A Terra, por exemplo, é uma grande reservatório bioenergético.
Todas as formas de vida e a própria massa do planeta, contribuem para
a diversidade energética.

De onde podemos absorver bioenergias?
Somos sistemas semi-abertos. Recebemos e trocamos energias com o meio
onde vivemos. As fontes mais conhecidas de bioenergias são os
alimentos sólidos e líquidos, as plantas, o sol, o mar e
principalmente o ar que respiramos. Essa espécie de ENERGIA IMANENTE
que está em toda a parte de forma difusa, é uma das principais fontes
de absorção para todos os seres vivos. Esta energia tem recebido
diferentes nomes em diversas culturas, alguns preferem chamá-la de
energia cósmica, energia primária, energia sutil, energia orgânica,
enfim, são centenas de sinônimos que traduzem o mesmo conceito.

Qual a relação das bioenergias com o cansaço físico e mental, a
irritabilidade, o mal estar súbito e a agressividade sem causa
aparente, os desconfortos generalizados?
Processos emocionais de desequilíbrio como os aqui citados, costumam
ter um alto custo bioenergético, queremos dizer, o dispêndio
bioenergético com a emoção é muito alto. Não raro, uma pessoa se sente
extremamente cansada após uma discussão acalorada ou quando é
portadora de sentimentos negativos, como por exemplo, mágoa, ciúmes,
ressentimento. As pessoas que trabalham horas a fio com o computador
ou com atividades intelectuais prolongadas sem lazer, conhecem bem a
"ressaca" deixada pelo vampirismo energético da tecnologia.

Nós podemos interagir voluntariamente com as bioenergias? Existem
técnicas específicas para isso?
O nosso sistema bioenergético sobrevive através de mecanismos básicos
de reposição. Mas existem técnicas para se trabalhar com o próprio
campo bioenergético, melhorando a qualidade e até a quantidade de
energia absorvida. O ISC - Instituto de Sensibilização Consciencial
possui técnicas avançadas para o domínio bioenergético que permitem a
qualquer pessoa proceder à própria análise e diagnóstico dos seus
bloqueios eliminando-os progressivamente, com segurança. Vide seus CDs
de Práticas Bioenergéticas no site http://www.consciencial.org.

O uso de artifícios, tais como: pêndulo, cristais, pirâmides e outros,
têm o mesmo efeito das técnicas propostas pelo ISC?
Todas essas "muletas" substituem, muitas vezes, a falta de confiança
que a maioria das pessoas vivencia quanto às próprias percepções
bioenergéticas. É raro encontrar pessoas que depositem um grau
razoável de autoconfiança na sua discriminação e domínio
bioenergético. Daí, fica mais fácil transferir o esforço para o
pêndulo, o cristal, etc., que continuarão a ser o atestado da nossa
incompetência nesse aspecto. O mais inteligente é trabalhar com
disciplina, técnica e senso crítico para suprir essa lacuna e poder
dispensar o intermediário das nossas potencialidades.

Ao doar energia, corremos risco de ficar sem ela?
O que ocorre é que uma pessoa mal alimentada, com pouca massa
corporal, abaixo do seu peso, com atitudes pessimistas, idéias fixas e
muito medrosa, geralmente está mais predisposta a descompensar-se
energeticamente. Uma pessoa lúcida quanto às necessidades básicas do
seu organismo, sono, alimentação, etc., com uma postura pessoal mais
positiva e algum altruísmo, pode ser um energizador de si mesmo, de
ambientes e de outras pessoas, sem sofrer perdas energéticas. A
maturidade do uso das bioenergias pode ajudar muito, empregando o
discernimento ao invés das emoções.

A "vampirização" energética existe? Como pode ser evitada?
A maioria das pessoas desconhece os processos bioenergéticos, ignoram
que são carentes e tornam-se vampiros sociais, conhecido de todos nós.
Nem sempre, eles são identificados pelas vítimas que podem apresentar
cansaço súbito, desânimo, sonolência, etc. É preciso buscar informação
técnica correta, para sanar essa situação através do esclarecimento e
não da superstição. Um bom domínio das práticas energéticas
profiláticas e de autodefesa.

É perigoso usar as bioenergias?
O grande perigo é a ignorância dos processos energéticos. Com a
prática todas as pessoas tem condição de avaliar as consequências do
bom ou do mal uso das suas bioenergias na vida cotidiana, que passarão
a ser um fator natural e indescartável melhorando a qualidade da nossa
vida. O uso diário consciente das bioenergias é uma atividade
prazeirosa e acaba sendo uma segunda natureza nossa.

Podemos desenvolver a projetabilidade (viagem astral), isto é, a
capacidade projetiva através das bioenergias?
Sim. As bioenergias constituem fator desencadeante natural para a
projeção da consciência. Logo, o domínio do processo bioenergético
torna-se a chave da projetabilidade.

Projeção astral é a mesma coisa que projeção consciente?

Alguns grupos que se acreditam científicos e sem qualquer respaldo da
ciência convencional (comprovação laboratorial) acreditam que dizer
simplesmente projeção astral, além de empobrecer o sentido real da
experiência, romantiza demais o assunto, ou seja, tentam dizer que o
simples uso de um rótulo diferente do deles, altera o conteúdo, o
estudo, o assunto e a qualidade da projeção dos outros. Acreditam que
para os outros a projeção
é brincadeira ou misticismo e somente eles são os sérios, os
científicos, os detentores das verdades absolutas ou relativas de
ponta para sempre (dogmas).

Quanto ao interesse que a projeção consciente desperta, temos notado
que ao longo dos anos, as pessoas estão bem mais dispostas a buscar
uma explicação lógica, científica, livre de conotações místicas para
um fenômeno que elas próprias vivenciam, até então, sujeito às mais
diversas definições.

Então, o que vem a ser uma Projeção da Consciência?

É a saída da consciência do corpo físico. Veja bem, entendemos que
CONSCIÊNCIA, seja algo além do próprio Ego, da personalidade, da
individualidade, mas o Self. Podemos chamá-la, espírito ou
consciência, não importa. O que realmente interessa é que essa
consciência deixa o corpo físico pelo menos uma vez a cada noite e age
na dimensão extrafísica. O objetivo da Viagem Astral é oferecer
técnicas para se conseguir projeções lúcidas, conscientes ou seja, que
o projetor saiba que está fora da dimensão física e do estado de
onirismo (sonhos) e que pode exercer atividades e atuar ali.

Então a rigor o rótulo não altera nada?
Certo! O nome, seja Projeciologia, Viagem Astral, Desdobramento,
Viagem da Alma, etc, não altera o conteúdo. Se o grupo é sério, não
importa o rótulo, mas o fato é que há grupos que não se sentem bem se
não se auto-afirmarem como os mais evoluídos (arrogância, complexo de
superioridade). Estes grupos (ou grupo) que se considera superior
eternamente, caso exista, desdenha os outros considerando-os
concorrentes comerciais, no intuito de fazer proselitismo, ou seja, de
angariar mais fiéis para a sua linha "mais evoluída" e cujos
fiéis/voluntários se afinizam (lei dos semelhantes) com ego da
vaidade, orgulho e arrogância. Os pioneiros nesta área no Ocidente são
Allan Kardec, a Teosofia e a Rosacruz (escolas antigas).
Artigo montado baseado em textos do www.iiipc.org.br

Lavagens Cerebrais Dissimuladas

Os Grupos, Instituições e Lavagens Cerebrais Dissimuladas

Existem diversos tipos de grupamentos humanos: as comerciais ou
empresas, as religiosas, as filosóficas, as de pesquisa e as
espiritualistas.

Vamos nos deter na parte ideológica dos grupamentos humanos. Ainda
existem pequenos grupos de estudo independente ou empresas formadas
por membros que se afinizam entre si gravitando em torno de um mesmo
ideal filosófico ou espiritual.
Já participei de alguns grupos assim e já me entranhei até a alma
algumas vezes, daí achei necessário e importante informar,
preferencialmente o leitor espiritualista que muitas vezes a procura
de um caminho de bem e evolução, se envereda numa linha mais ou menos
radical ou mais ou menos fanática que pode trazer sérios transtornos e
desvios de conduta e atitudes extremas através da manipulação da
consciência de culpa, medos e lavagens cerebrais sutis, discretas e
dissimuladas.

Se você pensa que lavagem cerebral é coisa de filme ou que se coloca o
indivíduo numa cadeira num quarto escuro com fones de ouvido ligado
num gravador e luzes fortes no rosto durante uma semana, não é bem assim.
Existem diversas linhas, condutas, graus de fanatismo e graus de
lavagem cerebral e independente do tamanho ou condição técnica e
intelectual do grupo.

A seguir descrevo uma série de características que se você observar,
deve desconfiar e ficar com o pé atrás e dou algumas dicas.
a) Qualquer grupamento que diga que é o melhor incondicionalmente,
está errado. É um gesto de extremo fanatismo. Quase tudo tem um lado
bom e um lado negativo, o que é bom para um pode não ser para outro.
Parto de um ponto de vista simples e científico relativístico que
"tudo é relativo" e que depende do ponto de vista do observador, do
nível de consciência e da dimensão de onde se observa.
b) Quando se repete insistentemente uma idéia é pura lavagem cerebral.
A insistência em uma idéia impede os mais fracos e influenciáveis de
pensar e escrever o justo livre arbítrio.

Exemplos:
"Quem sair daqui perde a salvação";
"Se sair daqui perde a programação existencial";
"Se sair daqui perde a melhor oportunidade da vida";
"Nós somos os mais evoluídos"; "Nós somos portadores da verdade";
"Aqueles que não estiverem conosco não serão salvos";
"Aqui é difícil, mas é aqui que se evolui melhor".
É nestes casos que se você tiver vontade de sair, que deve sair e
assim tudo dará certo para você.
As lavagens cerebrais começam devagarzinho e vão ficando mais forte
com o tempo e a pessoa se envolve de tal forma que começa a acreditar
naquilo. Quando ela chega já encontra um certo número de pessoas
envolvidas e sofre um contágio bioenergético. Quando você chega já
existe uma forte bolha energética, uma egrégora, um holopensene que
induz quem entra nele e onde entrar é fácil e sair é difícil.

c) Qualquer lugar que te prenda de alguma forma causando sentimento de
perda, de medo ou de culpa é sinal patente de incisiva lavagem
cerebral, assim é certo que deve cair fora sem dizer tchau e reavaliar
bem de fora todo o processo.

d) Grupos que limitam o material de estudo dizendo que tem que ser
somente de tal autor (ou grupo de autores ou de espíritos ou de
médiuns) está limitado e errado, pois a verdade não está apenas numa
pilha restrita de livros ou apostilas, mas em muitos papéis e mentes
mundo afora, em diversas doutrinas, filosofias, religiões, idiomas e
culturas e nenhum é melhor ou pior de per si, embora tenham seu lado
positivo e o negativo. O grupo que te incentiva a pensar, a ler
qualquer material sem discriminação, a freqüentar outros grupos, seja
por curiosidade, motivo de pesquisa ou de escolher com que mais se
afiniza é um grupo sadio e de livre pensadores.

e) É conveniente ter o espírito crítico, a mente questionadora, ser
perguntador, não ter medo de ser chato ou ser chamado de egóico. Em
locais onde você não puder questionar ou perguntar, não serve. Não
adianta também poder perguntar e não obter respostas coerentes.
Respostas muito místicas, obscuras, que muito falam e pouco explicam,
também não servem. Alguns "gurus" complicam a resposta para querer se
passar por sábios sofisticados querendo criar um certo ar de
superioridade que o "humilde discípulo" não conseguiu entender a
explicação, mas é ele (o guru) o incompetente. Se é guru, é professor,
se é professor tem que ser didático e respeitador, pois o mestre tem
que respeitar seu discípulo, pois ele sabe mais, e assim é mais
responsável e mais cobrado espiritualmente. Ser didático é expor a
matéria de forma fácil e simplificada para que o maior número de
pessoas possa entendê-lo.

f) Observe se o ambiente é fraterno ou é áspero. Um ambiente áspero
não é o de verdadeiros espiritualistas, mas por outro lado um ambiente
fraterno demais, tipo água com açúcar ou chá com torradas pode não
prestar para nada, pois um grupo espiritualista tem que prestar
trabalho, ter disciplina, ter responsabilidade, estudar, prestar
assistência de consolação e de esclarecimento, senão só vai servir
para tomar chá com torradas e contar piadas no bar. Há hora de brincar
e de trabalhar, mas o trabalho é sempre prioritário. Para terminar
observe os objetivos maiores do grupo que você almeja entrar e repare
se é pautado no verdadeiro amor cósmico, incondicional. Acho natural
que os grupos solicitem contribuições, até mesmo em valores para
subsistirem e também um pouco do sacrifício digno de seus
freqüentadores em forma de prestação de serviço e mão de obra
voluntária e adequada as circunstâncias peculiares. Assim não pense
você que eu o autor sou o sabichão e muito menos dono da verdade, mas
já vivenciei processo duro de lavagem cerebral e custei a abrir os
olhos e enxergar a libertação, desta forma resolvi escrever estas
realmente modestas linhas a fim de ajudar um pouquinho a você que
deseja trilhar este maravilhoso caminho que é o da espiritualidade.

É bem oportuno deixar claro a você leitor:
1. Não estou escrevendo regras;
2. Tudo é relativo e depende de n variáveis;
3. Duvide de tudo, questione, pense e verifique se é bom para você,
pois cada um tem um grau de exigência;
4. Conseqüentemente não acredite em mim, este modesto autor.

Dalton Roque

1 Comments:

Blogger ynes Motta said...

Bom o texto, porém, a maior parte do que aqui foi postado, foi transcrito em "ipisi literi", do Texto sobre Bioenergias do IIPC- Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, sem os devidos créditos.

4:48 PM  

Post a Comment

<< Home